15 de maio de 2012

Quando deixar uma amizade para trás?

Eu venho aqui falar sobre um assunto bem pessoal. Uma amizade que eu tenho de muitos anos.

Conheci essa pessoa ainda na escola, fomos amiguinhas por volta dos oito anos. Depois voltamos a estudar juntas por volta dos quinze, e foi nessa época que ficamos amigas. De lá pra cá foram quase 15 anos de amizade. Apesar do tempo, não a considero e acho que nunca a considerei minha melhor amiga. Sei que se passamos todo esse tempo em contato foi por causa dela. Tenho certeza que por mim, o tempo e a distância já teriam nos afastado.

Ela é uma pessoa legal, mas eu nunca consegui me abrir muito com ela, sempre fui muito mais uma ouvinte e uma conselheira do que o contrário. Talvez por isso ela várias vezes me mencionou como sua melhor amiga.

O primeiro problema que tivemos na nossa amizade é que ela é uma pessoa ciumenta e possessiva, sempre fazia cara de desagrado quando me via conversando com outras pessoas, nunca se esforçava para se enturmar, ficava claro que ela queria exclusividade, sendo assim, nos afastamos. Eu me afastei dela, pois eu queria ter mais amigos, e ela foi obrigada a fazer outros.

Depois de um tempo nos reaproximamos. Fizemos faculdades diferentes em cidades diferentes, mas continuamos nos comunicando e nos vendo. Tivemos outros momentos de distanciamento e reaproximação nos anos seguintes.

Eu sempre senti que ela valorizou muito mais a nossa amizade do que eu. Sei que o meu jeito de ser a incomodou várias vezes. Eu gosto de ter o meu espaço, gosto de ficar na minha, gosto de me fazer companhia. Reconheço que fui um pouco displicente algumas vezes. Dei alguns "sumiços". Especialmente quando estava passando por momentos difíceis, nessas horas eu queria ainda mais ficar com os meus - minha família.

Vou dizer os fatos que mais me incomodaram e me chatearam durante nossos anos de amizade:

- Ela não é o tipo de pessoa que te liga e fala: "Oi, tudo bem?", ela fala: "Oi, quero te contar uma coisa!"
- Num sábado antes das oito da manhã, ela ligou pra minha casa pra me contar alguma coisa, eu disse a ela que meu namoro tinha acabado na noite anterior, e ela não fez disso a prioridade da nossa ligação, continuou a falar dos seus assuntos.
- Ela sofre uma decepção amorosa atrás da outra desde que tínhamos 15 anos. Este é o principal assunto de sua vida. É cansativo ouvir as mesmas histórias e parece perda de tempo tentar ajudá-la, ela sempre repete as mesmas atitudes e comportamentos.
- Fiz um casamento reservado só para família - noivos, pais e irmãos. Ainda assim a convidei para passar em minha casa para comer do bolo e me dar um abraço. Ela não foi porque disse que tinha que ir a um curso. Mas eu sei que ela não foi porque ficou chateada por não estar entre os "convidados oficiais".
- Recentemente, fiz uma visita a minha cidade, chamei-a para um almoço de domingo na minha casa. Ela inventou uma desculpa dizendo que não podia ir. Mas eu sei que o que a chateou foi eu não ter avisado com antecedência que estava chegando e ter combinado algo para fazer apenas com ela.
- E a última: ela me excluiu das redes sociais. Muito provavelmente por causa deste último evento.

Sim, ela é muito infantil. Eu sei. Sei tanto que penso que nossa amizade não dá mais certo porque ela não amadureceu junto comigo, junto com a vida. Parece que ficou nos tempos de escola.

Eu nunca tive uma conversa franca com ela, por ela ser uma pessoa ultra sensível. Mas venho pensando muito esses dias em ter. Não porque queira resgatar essa amizade, não sinto vontade. Há bastante tempo mantenho contato muito mais pelo valor que ela dá a essa amizade (será que dá mesmo?). E porque sempre me senti meio em dívida por ter dado meus "sumiços" (e será que tenho realmente alguma dívida?).

A pessoa que liga até 15 vezes num só dia para o meu celular tentando falar comigo, e a quem eu não confio dizer que tenho um telefone fixo para não ser incomodada, não parece ser a pessoa mais adequada para ser minha amiga.

Hoje em dia, eu tenho muitas dúvidas sobre o que é amizade afinal. Eu não sei dizer, não sei definir. Não sei quem são meus amigos. Não sei o que é preciso para chamar alguém de amigo. Ainda mais nessa época dos amigos virtuais, que eu prefiro chamar de amigos à distância, pois detesto esse termo "virtual".

Mas a minha dúvida desses dias é: Ligo e tenho uma conversa franca com essa minha amiga? Digo a ela tudo o que está entalado? Mas como não tenho o objetivo de resgatar essa amizade, não seria melhor, aproveitar a "deixa" e deixar que o tempo se encarregue de colocar um ponto final na nossa amizade? Tivemos momentos bons, algumas conversas boas também, mas não sei se a troca está valendo a pena... Às vezes me sinto apenas como uma muleta.

Enfim... E vocês, o que pensam sobre amizades?

Abraços!

8 comentários:

  1. Olá! Amei sua visita lá no meu blog, sinta-se a vontade em retornar quando quiser/precisar!

    Sabe fora o meu marido eu tenho uma amiga que é *pau-pra-toda-obra*. Sei que posso contar com ela em todas as ocassiões. Nós temos personalidades diferentes, idéias diferentes , gosto/costumes diferentes. Pra falar a verdade somos totalmente diferentes, mais acho que é isso que nós faz ter mais afinidade uma com a outra...
    Ela já fez tanto por mim, me escutou quando precisei, me deu conselhos, me ajudou, me fez feliz quando não estava... emfim tenho muito carinho por ela e consideração!

    Já pensei que outras duas valiam a pena confiar e considerar as melhores também, mais sabe... tem coisas na vida que não valem a pena. Realmente não vale a pena!

    Vale a pena pensar e refletir se essa sua amizade vale a pena né?!
    Tem coisas que é bom deixar para trás, para niguém sair ferido...

    Beeeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Maysa, tenho refletido mto nisso, sobre não valer a pena... E chegado a conclusão que é melhor deixar quieto. Obg pela visita! Beijos!

      Excluir
  2. Se eu fosse vc deixava quieto já que ela te deletou das redes sociais. Aproveita isso como um ponto final pra amizade.
    Pelo o que vc conta ela só "usava" vc pra desabafar sobre as decepções amorosas, não se interessava muito por seus sentimentos e, ainda assim, queria exclusividade da sua atenção. Realmente, ela é bem infantil por todas essas atitudes e pela exclusão das redes sociais.
    Será que vale a pena um último contato pra encerrar de vez a amizade?
    E esse negócio de amizade realmente é complicadíssimo. Tirando meu marido, os familiares dele e os meus familiares, tenho apenas uma amiga de verdade. Mas é daquelas que dá pra contar sempre, que quer saber como eu estou, se importa muito comigo e com a minha família e a recíproca é verdadeira. Conheço ela desde que me conheço por gente e passamos por bons e maus momentos juntas. Esse tipo de amizade tem que ser preservado e cultivado com muito carinho!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho q vc ta certa Lais, é melhor deixar quieto. Pq eu colocar o ponto final qdo já foi colocado por ela? Obg por me visitar! Bjs!

      Excluir
  3. Oi Lis, é engraçado como seu blog sempre me faz pensar sobre assuntos que estão latentes para mim, mas que eu preferia deixar passar... rsrs A verdade é que eu não sei o que é ter um amigo na vida adulta. Penso que os meus únicos são o meu marido e minha família, mais próxima: os outros são colegas, conhecidos e coisas assim, sem muitos rótulos. Sua amiga parece bastante infantil e é difícil conviver com pessoas que estão em níveis diferentes de desenvolvimento do que nós, né?! Eu, se fosse vc, deixaria a amizade caducar, mais do que por em pratos limpos, pois vocês estão já separadas e uma conversa franca a essa altura, talvez só servisse para magoar mais vocês. Espero que tenha ajudado, e estou esperando seu desafio rsrs Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, o desafio! Já tinha esquecido! Olha, acho q vc tá certa, eu fiquei bem magoada e mexer nisso só iria piorar. Deixa caducar... Obg pela visita. Bjs!

      Excluir
  4. Eu nao sei se este blog ainda esta ativo, mas eu queria dar minha opiniao. Amiga Lis, o problema de nos humanos é que sempre criamos expectativas com relação aos outros e nunca olhamos para nos mesmos. Eu ja passei por ambos papeis em que fui amiga e me decepcionei e em que foram meus amigos e me decepcionaram. Quando vc diz que sua amiga é infantil por talvez pensar diferente de vc ou nao ser do mesmo jeito, ha um pouco de egoismo nas suas palavras. Muitas vezes olhamos apenas os erros dos outros e nao vemos os nossos e muitas vezes julgamos os outros em olharmos para nos mesmos como se fossemos os melhores seres do mundo. rsrsrsrs. Dito assim, é muito facil julgar os outros e nao nos colocarmos no lugar do outro. Vc cita algumas vezes que sua amiga, ela é uma boa pessoa mas é infantil, que ela é uma pessoa tal... mas embora isso ela é uma boa pessoa... e reconhece de certa forma que sua amiga, foi bem mais amiga sua que vc dela, fica um pouco contraditorio. Nao pense que estou aqui pra te julgar, mas se vc sente falta dessa amizade vai sim falar com sua amiga, senao os anos vao passar e vc vai continuar do mesmo jeito, isso se chama magoa, porque no fundo algo nao foi bem resolvido de ambas as partes. Muitas vezes uma amizade se perde desse jeito, por nao compreendermos os outros e vemos que tambem somos falhos, quantas vezes vc pode ter errado com sua amiga? Ja parou para pensar assim? ja se colocou no lugar dela? Ate quando ficar com essas duvidas, esses julgamentos. Apenas analise, todo mundo teus seus defeitos e tambem suas qualidades. Sera que ela tambem nao sente sua falta e do mesmo jeito por orgulho ou ate mesmo receio de ser ferida novamente nao te procura! E se um dia essa pessoa morre, ou por um algum motivo ela adoece e tal, ai vc vai alem da magoa e coisa mal resolvida, vai ficar com a consciencia pesada! Enfim, querida, como falei no comeco, tanto fui amiga e decepcionei quanto tambem me decepcionaram, a diferenca e que eu reencontrei essas pessoas depois de um tempo, uns tive a oportunidade de por tudo em pratos limpos e continuamos a amizade, pode ser que nao tenha ficado do mesmo jeito que antes, mas nos damos bem melhor, enquanto outras apos uma conversa, decidiram por seguir caminhos diferentes, mas as magoas ficaram para atras, porque foram resolvidas. Viu, todo mundo passa por um isso um dia rsrsrs, boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Não nos vimos nem nos falamos desde este episódio. Como foi ela quem optou por pôr um fim a nossa amizade, achei melhor aceitar e deixar por isso mesmo. De toda forma, obrigada pela visita e pelo comentário. Abraços!

      Excluir

Obrigada por compartilhar a sua opinião. Marque a opção "notifique-me" para ser avisado(a) quando o seu comentário for respondido. Beijos!