15 de abril de 2011

Como lidar com inseguranças e expectativas?

Quem era eu antes de me mudar pra cá no começo do ano? Eu era professora de 2 universidades e aluna do curso de Letras à distância. Será importante dizer aqui, que ser professora universitária é motivo de orgulho na minha família.

Há quase 3 meses cheguei aqui para morar com o meu noivo e a minha vida parou. Uma nova cidade, novo trânsito, novos lugares e pessoas, uma nova casa, e uma recém-nascida Dona de Casa: Eu. Neste tempo ainda procuro me organizar. A adaptação tem sido lenta, quem lê os meus textos aqui conhece bem minhas inseguranças momentâneas, prefiro defini-las assim. Uma delas é enfrentar uma sala de aula. A socialização também tem sido difícil, e a terapia tem me ajudado a entender o que está por trás dos meus medos atuais.

Mas o que funciona melhor nestes casos? Uma evolução passo a passo ou um "tratamento de choque"?

Eu optei pela evolução passo a passo. Mas não estou certa da minha decisão. Eu sempre fui do tipo de fazer várias coisas ao mesmo tempo e não mudei neste aspecto. Então estas são as coisas que eu optei fazer neste primeiro semestre do ano:

- Continuar a graduação em Letras à distância
- Realizar meu estágio em Letras
- Ser aluna ouvinte de um mestrado em Letras
- Me especializar em Tradução
- Dar aulas particulares de espanhol
- Ah, e ser Dona de Casa

Com relação a tudo que se refere a estudo, a questão é que eu quero focar nos meus estudos. Ser professora nunca foi meu grande sonho, mas eu precisava (preciso) trabalhar, e dentre as opções que eu tenho, sempre foi a que pagava melhor. Então quero me especializar em Tradução, quem sabe eu não me identifico e construo uma carreira neste mercado. O mestrado é algo que pretendo fazer caso minha "sina" seja mesmo a carreira acadêmica, prefiro me prevenir. Quanto a ser Dona de Casa, claro que além de gostar de cuidar do meu mais novo e pequeno lar, ainda economizo dinheiro com secretárias e diaristas. E as aulas particulares? Bom, é aqui que o sapato aperta.

Optei por dar aulas de espanhol em domicílio (meu domicílio) por 2 motivos principais:

- Uma opção bem viável para eu conciliar com as demais atividades e obrigações
- Uma maneira de eu ir readquirindo a confiança em voltar para a sala de aula

Antes, quero deixar claro que tenho tudo bem planejado sobre as aulas particulares. Estou construindo um site para divulgação, farei cartazes e cartões de visita, já tenho em mente os públicos e locais onde divulgarei minhas aulas, quantas horas semanais vou disponibilizar, valores, objetivo de renda mensal, enfim, não é só uma idéia. E caso dê certo quero ampliar colocando em prática meu outro projeto que é oferecer pacotes de aulas para redes de hotéis e restaurantes, afinal aqui é uma cidade turística, e eu acredito na minha idéia. Se não der certo, não tem problema, tenho pouco a perder, minha matéria-prima é conhecimento, o que significa que financeiramente terei poucos prejuízos. Mas e por que estou escrevendo este post afinal? Porque do outro lado tem as expectativas de meus familiares.

Meu noivo me apóia, mas sinto que me apoiaria mais se eu dissesse que vou começar a distribuir meu currículo nas universidades. Ele é mais do tipo "tratamento de choque", enfrenta e resolve tudo de uma vez. Mas é um anjo, faz o que pode para me ajudar. Sinto que meus pais esperam ansiosos o dia em que direi: "Vou ensinar na universidade tal." Afinal, já fui professora universitária por 3 anos e ninguém espera menos de mim. Ninguém me critica diretamente, mas aquele "silêncio" meio que diz tudo.

O que eu quero? Estudar, cuidar da minha casa e dar aulas particulares. Quero dias leves, quero conquistar a felicidade e realização no meu ritmo. Enfrentar esse novo mundo aos pouquinhos. Mas bateu a dúvida se estou no caminho certo. Estou enfrentando ou me esquivando? Também não sei como lidar com as expectativas dos demais, afinal, são pessoas muito importantes pra mim.

Acho que é isso. Se alguém quiser dizer o que pensa, estou aberta a opiniões.

8 comentários:

  1. Olha eu aqui outra vez....rsrs Eu também acredito no PAP de mudanças, o detalhe é que se você voltar ao mercado de trabalho (distribuindo curriculos) logo, logo você estará ambientada, pois o sair de casa todos os dias para ir ao trabalho, nos faz acordar antes e talvez até ajude no plano de dar aulas particulares, pois quanto mais gente você conhece mais facil fica consegur alunos. Por outro lado não tenha pressa se esse for o caminho, logo vc vai estar na fila do mercado ou da lotérica e ao comentar com alguem que vc lecionava, vai receber um convite para trabalhar. Eu acredito que o unviverso conspira a nosso favor, comigo sempre foi assim, quando menos esperava aparecia um emprego....rsrs
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Lis querida acho que você deve optar pelo caminho que mais te deixa feliz e que encaixe com seus horários, tenho uma amiga que lecionava em uma escola de inglês, ela largou a escola e passou a dar aulas particulares à domicílio, ela está super bem... tem tempo de cuidar da casa, do marido, da filha e todas as tardes sai para dar suas aulas.
    Posso estar errada, mas o que entendi é que você se preocupa com as pessoas ao seu redor, que elas estão esperando isso e aquilo... primeiramente você tem que estar feliz com seu emprego seja ele registrado ou autônomo, garanto uma coisa você estando feliz automaticamente os que te cercam tb estarão.
    Seja qual for sua decisão todos te apoiarão... espero ter te ajudado em algo... beijos

    ResponderExcluir
  3. Lis,
    por que você está preocupada com que você ACHA que os outros estão pensando? Vá no seu ritmo. Achei seu planejamento muito bom, nos próximos anos teremos Olímpiadas e Copa do Mundo, lugares turisiticos com certeza estão na rota.
    Preocupe-se em estar bem, assim: noivo fica feliz e a família também.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  4. Lis,

    Para mim a parte mais importante do teu post é essa : "O que eu quero? Estudar, cuidar da minha casa e dar aulas particulares. Quero dias leves, quero conquistar a felicidade e realização no meu ritmo. Enfrentar esse novo mundo aos pouquinhos."

    Tu sabe o que deseja e traçou um caminho para alcançar, portanto deve seguir nele. Assim as consequências boas ou ruins serão tuas apenas, diferente de quando se faz algo para agradar os outros, concorda?

    Beijos e boa sorte sempre, viu? ;)

    ResponderExcluir
  5. Cada pessoa tem um ritmo e quem sabe do seu ritmo é vc. Se agora vc crê que precisa ir devagar, vc tem um motivo..De que adiante fazer muitas coisas e no final não fazer nada? É melhor fazer poucas coisas, finalizá-las e ter aquela sensação de satisfação.

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. Lis, amada!
    Por incrível que possa parecer não sou a pessoa apropriada para emitir qq opinião...não nesse momento, que passo por uma "crise profissional" nunca antes vivida. Talvez a única coisa que posso dizer é que muito antes de se ocupar com as expectativas dos outros tem que fazê-lo consigo mesma. O que deseja para você? É essa a pergunta simples e ao mesmo tempo difícil da gente responder!
    Beijuuss n.a. e uma páscoa abençoada procês!
    P.S: escrevi um post semana passada "Perfil Mutante"...dá uma espiada.

    ResponderExcluir
  7. Chega uma hora na vida da gente que escolhemos qualidade de vida! Super importante saber o q vc quer, onde se sente bem, onde se sente feliz e se da pra viver com isso.
    Esqueça a sociedade, as cobranças e faça o que te dá prazer. Dando pra pagar as contas, ta valendo!
    Bjs e boas escolhas

    ResponderExcluir
  8. Oi Lis!

    Eu acredit que cada um tem seu ritmo e que se você nem sempre quise ser professora em universidades, deve tentar outras opções que te pareçam mais prazerosas antes: pq com o tempo a gente se acostuma com o dinheiro, se torna comodista e fica com medo de mudar. Mesmo que seus pais talvez esperem alguma coisa diferente, você tem que sopesar se está pronta para dar isso a eles nesse momento. Uma mudança já é difícil, e levar tudo no seu ritmo pode deixar as coisas mais tranquilas pra você!

    ResponderExcluir

Obrigada por compartilhar a sua opinião. Marque a opção "notifique-me" para ser avisado(a) quando o seu comentário for respondido. Beijos!