22 de dezembro de 2010

Como uma onda no mar

Quando criança eu tinha um pouco de medo do mar, mas não muito. Na verdade, o que me assustava eram aquelas ondas, que aos meus olhos pareciam gigantes. Inúmeras vezes fui levada até a areia por aquelas ondas fortes. Lembro que quando via uma onda grande se formando, eu corria, pelo menos tentava, em direção à areia, mas claro que era impossível escapar e a onda acabava me "pegando".

Um tempo depois, alguém me ensinou que o que eu deveria fazer era mergulhar no momento em que a onda se aproximasse e que esperasse um pouco até ela passar, assim ela não me levaria. Eu fiz isso e deu certo, todas as vezes.

Até hoje eu não gosto muito do mar, ele ainda me assusta. A vida também me assusta algumas vezes. A onda aparece e eu tenho duas opções: Ou eu entro em pânico e tento fugir do problema, o que será em vão, pois quando uma dificuldade surge, não há o que se fazer, teremos que passar por ela de uma forma ou de outra. Posso deixar que aquele problema me leve, me carregue, me jogue de um lado para outro, e ao final, estarei cansada, machucada e frustrada. Ou eu respiro fundo, mergulho e aguardo aquele turbilhão passar. Não é que assim não farei nada, farei sim, vai exigir de mim esforço, segurar a respiração, acreditar, e principalmente, ter paciência, pois quando aquela onda agitada der lugar a calmaria do mar, eu sairei debaixo d'água de cabeça erguida, inteira, leve e provavelmente sorrindo, como fazia quando a temida onda não me "pegava".

6 comentários:

  1. Lívia Inácio23/12/2010 12:33

    Eii!

    Estou passando para desejar um feliz natal!

    Um grande abraço,

    Lívia

    ResponderExcluir
  2. Adorei ...tem tudo a ver o mar e a vida! Eu tb tenho um pouquinho de medo dos 2, mas o medo, muitas vezes é bom conselheiro!

    bj

    ResponderExcluir
  3. Que comparação perfeita!
    Esse texto, além de nos mostrar como reagir diante dos problemas e o medo que existe; nos "lembra" da nossa coragem que também existe e precisa se sobressair ao medo.

    Muito bom!
    Um forte abraço.

    2011 tá chegando.... felicidades!

    ResponderExcluir
  4. Isso mesmo, essa é a melhor alternativa. Desesperar-se não ajuda a resolver o problema e a gente sabe disso, embora nem sempre seja possível evitar.

    Um ano lindo pra ti, flor, e um beijo meu.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  5. Tenha um lindo 2011,viu!

    beijinho***

    ResponderExcluir

Obrigada por compartilhar a sua opinião. Marque a opção "notifique-me" para ser avisado(a) quando o seu comentário for respondido. Beijos!